segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Anis Estrelado



Eu já sabia, mas não quis acreditar. Anis nada mais é do que erva-doce. Simplesmente erva-doce fofa, meiga e baratinha que a gente encontra em qualquer mercadinho da Ilha de Itaparica ou daquela cidade minúscula de praia que o primo de uma amiga do seu vizinho tem uma casa que cabe um bando de gente e você vai passar um feriado prolongado. 

Mas todos os doceiros dizem que dá um sabor especial nas caldas de frutas. Anis estrelado é uma coisa de outro mundo e blá blá blá. E eu, boba, fui comprar. Procurei horrores antes de me deslocar até a Perini Master da Vasco da Gama - totalmente fora do meu trajeto cotidiano. Quanto? R$ 8,50 com 20g do maldito. Mas como experimentar sabores é a minha, fiz o sacrifício. Não que eu não tenha Oito Reais e Cinquenta Centavos, só que gastar tanto por tão pouco é meio chato. Me joguei e foi uma das maiores decepções da minha vida, ou meu paladar não é tão apurado assim. Seja qual for a opção, a erva-doce cotidiana me atende perfeitamente ao fazer uma calda com casca de limão, laranja, canela, cravo, baunilha e erva-doce - e curto muito mais alecrim, não vou mentir. Sem contar que tinha várias pimentas que o Chef do curso de culinária mexicana usou, que custavam metade do preço do anis e eu não comprei para não encarecer a compra. 

Estou feliz mesmo com as  Amêndoas laminadas, porque compro as torradas e nunca consigo laminar fininhas acho que o certo é laminar e depois torrar, mas sem torrar, não acho para comprar. E aí, vou fazer brigadeiros hoje e CupCakes bem lindos para essa deprê ir para bem longe, porque quando aquele cheiro de erva-doce invadiu minha cozinha, meu coração se encheu de tristeza bem na véspera de Natal e ninguém que provou o Mousse de Chocolate com Morangos se quer me fez a pergunta: Tata, o sabor está tão especial, o que você usou de diferente? Simplesmente porque era o mesmo gosto.

Enfim, muita coisa no mundo mágico da cozinha são sabores que a gente tem sempre, mas o povo gosta mesmo é de florear para cobrar caro. Não me fez diferença nenhuma o anis da minha horta ao importado do Japão que tem sabor um pouco mais forte. Pra mim, ficando mais tempo em infusão resolve, ou você discorda disso, querida amiga dona-de-casa moderna?? 

Nenhum comentário: